Estações do Jubileu - Estação de outubro/2017: Celebração

29/09/2017


Estações do Jubileu - Estação de Outubro/2017: Celebração

O projeto das Estações do Jubileu da Reforma convida para, neste mês de outubro de 2017, celebrarmos a ação graciosa de Deus, base do movimento da Reforma, e pelo qual festejamos neste dia 31, 500 anos de história.

O Tema do Ano de 2017, Alegres, jubilai!, tem o seu ponto alto nas celebrações dos 500 anos da Reforma. Luteranos e luteranas, bem como outras confissões, no mundo inteiro, estão em festa! A IECLB está em festa! Como Igreja herdeira dos princípios da Reforma em solo brasileiro, a IECLB é desafiada a permanecer sempre em Reforma para, cada vez com mais empenho e qualidade, proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, estimulando a sua vivência pessoal na família e na Comunidade, promovendo a paz, a justiça e o amor na sociedade brasileira e no mundo. A IECLB quer ser reconhecida como Igreja de Comunidades atrativas, inclusivas e missionárias, que atuam em fidelidade ao Evangelho de Jesus Cristo, destacando-se pelo testemunho do amor de Deus, pelo serviço em favor da dignidade humana e pelo respeito à Criação.

Celebrar 500 anos da Reforma é reconhecer o empenho de pessoas que Deus despertou pela ação do seu Espírito, inspirou e moveu nestes cinco séculos para viver e proclamar o Evangelho. Homens e mulheres testemunharam, mesmo com falhas e acertos, mas com muita esperança, a compreensão sólida das bases reformatórias: somente a Escritura, somente a Fé, somente a Graça e somente Cristo.

* Em uma realidade na qual valores são relativizados e vínculos comunitários são fragilizados, celebrar a Reforma representa a afirmação e a validação da redescoberta do Evangelho, que promove vida e comunhão e se torna referência para uma vivência ética pautada pela fraternidade e pela solidariedade.

* Em uma realidade na qual a fé e os valores religiosos tornam-se mercadoria e meios de controle, celebrar a Reforma torna-se oportunidade para dar visibilidade para a mensagem da graça e do amor de Deus, que acolhe a todas as pessoas indistintamente e de forma incondicional.

* Em uma realidade na qual a vida das pessoas é ameaçada pela manipulação (biogenética, meios digitais, poderes políticos e religiosos, etc.), celebrar a Reforma significa realçar, para os dias de hoje, a mensagem da liberdade, alcançada em Jesus Cristo, que desnuda e rompe grilhões, animando para ações libertadoras que promovem dignidade, paz e justiça.

* Em uma realidade na qual acontecem disputas e concorrências no interior da cristandade, celebrar a Reforma torna-se oportunidade para lembrar que, graças ao Batismo, as pessoas são incorporadas na Igreja una e universal de Cristo e que, por meio dele, integram o Sacerdócio Geral de todas as pessoas batizadas, superando hierarquias de classe e de gênero.

* Em uma realidade marcada por exclusões e repleta de intolerâncias e discriminações de todo tipo, celebrar a Reforma significa apontar para a crença que todas as pessoas são detentoras de direitos inalienáveis, criadas à imagem e semelhança de Deus, merecedoras, portanto, de respeito e valorização.

* Em uma realidade caracterizada pela apatia e pela descrença nas instituições políticas, celebrar a Reforma significa lembrar que as pessoas cristãs são vocacionadas para o testemunho público de fé, exercendo, assim, o seu direito e também o seu dever cidadão na sociedade e no mundo, por meio do seu agir ético e da participação na vida coletiva.

A fonte do nosso júbilo é, em primeiro lugar, o Deus gracioso, que se doa inteiramente para nos acolher, perdoar, salvar e capacitar para o anúncio do seu amor a todas as pessoas. Este Deus continua a se revelar em sua Palavra e, pela ação do seu Espírito, desperta os dons e os carismas que propiciam o testemunho e a vivência da Boa Notícia do Evangelho.

Na festa do Jubileu, todas as pessoas estão convidadas: quem integra a Comunidade desde o Batismo, quem ingressou por profissão de fé, quem é membro e está afastado, quem não é membro e simpatiza com a confissão e com a gente luterana, pessoas de todos os grupos étnicos, autoridades e sociedade civil. A Reforma e a sua herança não conhecem fronteiras nem limites eclesiásticos. A Reforma e a sua herança são patrimônios da cultura e da sociedade como um todo.

A Presidência da IECLB conclama as Comunidades, os Ministros, as Ministras e as lideranças a ficarem atentas para as Estações do Jubileu, que ocorrerão até o final deste ano. Outubro é momento especial para comemorar o Jubileu da Reforma em toda a IECLB e nos caminhos ecumênicos. Participemos e animemos pessoas amigas e conhecidas a fazer parte das atividades em sua cidade e/ou região. A celebração dos 500 anos é única e, certamente, ficará na memória de todas as pessoas. É por isso que dedicamos a Estação de Outubro ao tema “Celebração”. Subsídios para abordar a temática estão disponíveis no Portal Luteranos, em especial nas Editorias “Jubileu da Reforma” e “Luteranos em Contexto”. Na página oficial da IECLB no Facebook, são postados textos, vídeos, e-cards (cartões eletrônicos) e conteúdos diversos que podem ser compartilhados. No Jorev Luterano, desde 2012, as páginas centrais contêm uma série de reflexões em torno de Lutero e da Reforma.

Que possamos celebrar o Jubileu da Reforma na convicção que Deus nos insere nestes 500 anos de história como protagonistas da sua ação amorosa. Deixemo-nos conduzir por sua mão carinhosa e acolhedora.

Fraternalmente,
Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente
 

REDE DE RECURSOS
+
O Senhor é o Deus verdadeiro. Ele é o Deus vivo, o Rei eterno.
Jeremias 10.10
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br