Estações do Jubileu - Estação de Abril/2017: Testemunho Público

31/03/2017

1 | 1
Ampliar

Estações do Jubileu - Estação de Abril/2017: Testemunho Público

Dando seguimento ao projeto das Estações do Jubileu da Reforma, convidamos todos e todas a, neste mês de abril, relembrar o testemunho público dado pela Reforma e o testemunho público que nos cabe hoje, como pessoas e como instituição (Comunidade, Paróquia, IECLB como um todo, Organizações Identificadas).

O ano do Jubileu nos abre várias possibilidades de reflexão sobre o nosso papel junto à sociedade. Somos parte integrante de um mundo que reforça cada vez mais o individualismo em detrimento da comunhão, que tanto prezamos. Esse individualismo se manifesta de diversas formas e uma das mais nefastas diz respeito à incapacidade cada vez maior de se colocar no lugar da outra pessoa. A partir disso, aumenta o abismo das diferenças sociais, agrava-se o descuido com a Criação e, mesmo que o discurso seja diferente, subsiste a discriminação velada. O individualismo também reforça a equivocada imagem de um Deus que está inteiramente ao meu serviço, a quem posso comprar para alcançar sucesso, inclusive financeiro.

Como instituição e como pessoas, somos desafiadas a nadar contra a correnteza, lutando categoricamente contra a discriminação, seja ela de qual natureza for, em nossas relações, em nossa linguagem, em nossa ação missionária. A relativização dos valores nos desafia a reafirmar publicamente que neste mundo há referenciais que defendem a dignidade humana e a Criação. A IECLB, pelo viés da sua confessionalidade, defende um Deus cheio de misericórdia, que tem o seu olhar voltado para baixo, um Deus que se solidariza com as pessoas fracas e fragilizadas da sociedade.

A transformação inicia em nosso meio, nas reuniões do Presbitério, de Diretorias e Conselhos, nos encontros de jovens, mulheres, homens, idosos e crianças, nos Cultos e celebrações, nas atividades missionárias. A transformação também requer de mim, como pessoa, uma postura diferenciada no cotidiano, desafiando-me, por exemplo, a muito mais ouvir a outra pessoa do que sair emitindo opinião e juízo, a defender a igualdade e, com isto, testemunhar que novas posturas diante da vida são possíveis.

O Movimento da Reforma teve como um dos seus pontos altos iniciais a fixação das 95 Teses, por Lutero, na Igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha, desencadeando um debate público que apontava para os elementos centrais, que viriam a ser os pilares da Reforma. A redescoberta do Evangelho teve como desdobramento um chamado para uma nova forma de viver em Comunidade. As pessoas cristãs foram conclamadas a se envolver com as questões do cotidiano. Lutero deu mostras das implicações do Evangelho na esfera pública, ao se posicionar diante de diversos temas: educação, economia, política, guerra, etc.

Assim, a Presidência da IECLB conclama as Comunidades, os Ministros, as Ministras e as lideranças a ficarem atentas para as Estações do Jubileu, que ocorrerão até o final deste ano. A segunda Estação, neste mês de abril, traz eventos importantes na sua agenda, como o dia 13, quando inicia a circulação do Selo comemorativo do Jubileu dos 500 anos da Reforma, em iniciativa conjunta dos Correios do Brasil e da Alemanha. Trata-se do reconhecimento da importância da Reforma na esfera pública para a sociedade ocidental. No calendário litúrgico de abril, temos a Sexta-feira Santa (14) e a Páscoa (16). Ao anunciar a morte e a ressurreição de Jesus, as Comunidades apontam para a centralidade da fé cristã, denunciando, assim, a banalização da Páscoa, entregue a interesses meramente comerciais. Nos dias 16-22 de abril, acontece a Semana dos Povos Indígenas. A IECLB, por meio do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN), tem feito um trabalho importante de valorização e defesa da vida e da cultura dos povos originários do Brasil. No dia 21, temos o Dia Nacional da Juventude Evangélica. Os jovens exercem o seu protagonismo em ações de caráter público em diversos contextos do nosso país. No dia 30, celebramos o Dia Nacional da Diaconia. As Comunidades e organizações identificadas com a Igreja atuantes na sociedade civil engajam-se em ações voltadas para a promoção da justiça e da paz.

É por isso que dedicamos a Estação de Abril ao tema “Testemunho Público”. Subsídios para trabalhar a temática podem ser encontrados no Portal Luteranos , em especial na página Igreja e Sociedade (http://www.luteranos.com.br/organizacao/missao-sociedade). Na página oficial da IECLB no Facebook (https://www.facebook.com/IgrejaEvangelicadeConfissaoLuterananoBrasilOficial), serão postados e-cards (cartões eletrônicos) que podem ser compartilhados. No Jorev Luterano (http://www.luteranos.com.br/conteudo_organizacao/500-anos/500-anos-jornal-evangelicoluterano), desde 2012, as páginas centrais propõem uma série de reflexões em torno de Lutero e da Reforma.

A partir do Evangelho, as Comunidades cristãs são conclamadas a ser luz do mundo, sal da terra e fermento na massa. O seu testemunho na esfera pública afirma os valores do Evangelho na sociedade e no mundo. Que o Espírito de Deus conceda sempre às Comunidades coragem e determinação para fazer frente aos desafios colocados em seu contexto!

Fraternalmente,
Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente
 

COMUNICAÇÃO
+
Nenhum serviço agrada a Deus, seja ele enorme, quando este fere o próximo.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br