Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Ecumene



ID: 2676

Igrejas Luteranas da América Latina, Caribe e América do Norte, movidas pela missão de Deus

12/05/2018

Conferência de Lideranças das Igrejas-membro da FLM nas Américas e no Caribe
Conferência de Lideranças das Igrejas-membro da FLM nas Américas e no Caribe
Rev. Roberto Trejo, Rev. Gustavo Gomez y Rev. Gilberto Quesada Mora
Conferência de Lideranças das Igrejas-membro da FLM nas Américas e no Caribe
Conferência de Lideranças das Igrejas-membro da FLM nas Américas e no Caribe
1 | 1
Ampliar


As Igrejas-membro da Federação Luterana Mundial (FLM) na América Latina, o Caribe e América do Norte reuniram-se na Conferência de Lideranças entre os dias 09 e 12 de Maio, sob o tema “Vamos! Igrejas Luteranas Movidas pela Missão de Deus. ”

Ser Igrejas em Missão Hoje

As deliberações em torno da missão das igrejas se tem dado em consideração às diversas realidades, porém onde se encontram desafios quase similares como a polarização, as injustiças, a violência especialmente contra as mulheres e os grupos minoritários. Analisar o seguimento de Jesus Cristo e a proclamação do reino Deus implica ver a história que mostra práticas que pareceram negar esse amor de Deus. “Nos toca reconsiderar nossa história de missão porque se deu em uma sociedade criada pelo colonialismo e escravidão e donde inclusive pastores tiveram escravos que não estavam capacitados para lucrar por seus direitos senão para ganhar almas para Deus. Esta teologia da imposição demonizou as pessoas e outras religiões. Isto lamentavelmente se repete hoje quando se presta maior atenção para a salvação de almas sem considerar a situação social em que as pessoas vivem”.

Tomar conta, estando consciente das realidades em que se vive, é fundamental para a atuação em relação a “perguntas como: com quem dialoga a igreja? Quem são os nossos interlocutores? Que canais e agentes se necessita para a comunicação - considerando os dons, carismas e o chamado? Que canais usamos para a missão e o como podemos ser agentes de mudança que Evangelho traz? ” compartilhou o Rev. Gustavo Gómez da Igreja Evangélica Luterana Unida (IELU) ao partilhar os desafios emergentes do contexto argentino e uruguaio. Prestar atenção a estas questões implicará “nutrir e manter um alimento nutritivo e alimentar a o dar espaço a outras pessoas”, para sonhar , porém, por sua vez repensar os ministérios das Igrejas.

Renovação na Missão

Essas perguntas tem levado a que novos modelos de igrejas sejam uma realidade, porque essas mudanças tem como origem processos intencionados como Planificação Estratégica Participativa na Igreja Evangélica Luterana Unida (IELU) onde o papel de suas facilitadoras e seus facilitadores é o de acompanhar de participantes para atuar como comunidade de fé a partir de ações programadas. Outros impulsos para mudanças em situações da missão na Igreja Luterana do Peru (IL-P) cujas marcas da igreja focam inclusão de mulheres nos ministérios desde o início e o ecumenismo. “Somos luteranas / os por convicção e opção, uma igreja aberta que comparte espaços com outras denominações e que desde o início tem ordenado mulheres e homens. As mulheres nos vinculam a uma rede interconfessional donde se trabalha de maneira mais concreta frente aos desafios do patriarcalismo ainda presente em nossa sociedade ”compartilhou a Revda. Ofelia Dávila da ILP.

As Igrejias em missão estão sendo movidas por Deus pela presença viva da juventude, pela afirmação das mulheres e sua sábia ação em todas as ações. As mulheres são corpo vital de nossa comunhão de igrejas pela qual afirmamos “a justiça de gênero como tarefa a seguir trabalhando porque a justiça de gênero é evangelho”, afirma a Carmen Siegel da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB) e abrirmos como igreja abraçando os direitos e defendendo a vida implica a justiça de Deus.

Não é tarefa fácil, porém ajuda a caminhar na missão nas ruas. A realidade missional da Igreja tem como objetivo trabalhar com toda a pessoa, abraçando-nos amorosamente ainda que a sua presença desafie; sem dúvida, cada pessoa é dom e imagem de Deus. Isto também sucede quando se trabalha com famílias de bairros cujas realidades, além de desafiar, são oportunidades de aprendizagem e comunicação de Igrejas.

Nesse movimento, Igrejas da região entendem que é necessário renovar-se e permitir-se viver uma maneira renovada para “apresentar uma mensagem de um Deus libertador do modo que como nós fomos libertados há de se apresentar a mensagem para que as pessoas pessoas sejam libertadas” , como vem sucedendo na Igreja Luterana Mexicana (ILM); Isto nos dá sentido para “expressar uma missão viva que permita afirmar a ação de Deus”, comentou o Pastor Roberto Trejo.

Red de Comunicaciones - LAC
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas.
2Coríntios 2.14
REDE DE RECURSOS
+
Assim como o Senhor perdoou vocês, perdoem uns aos outros.
Colossenses 3.13
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br