Culto e Liturgia


ID: 2653

Símbolos na Liturgia - critérios de uso

Destacamos alguns critérios importantes para o uso dos símbolos na igreja:
a. Os símbolos têm raízes bíblicas – é da Bíblia que nos vem a identidade de povo de Deus, retratada também simbolicamente. Por exemplo: pelo batismo, representado pela água, somos declarados povo da aliança, filhos e filhas de Deus; pela morte e ressurreição de Jesus, representadas pela cruz, fomos salvos e recebemos a promessa da vida eterna; pelo Espírito Santo, representado pelo fogo, fomos feitos igreja e enviados ao mundo para testemunhar o amor de Deus.

b. Os símbolos têm raízes na tradição cristã – a história do povo de Deus tem longa tradição, e os símbolos cristãos fazem parte dela. Herdamos variados símbolos das gerações passadas. Eles nos ajudam a não esquecermos conteúdos importantes da fé. Cabe-nos mantê-los vivos também em seus significados e importância teológica.

c. Os símbolos têm raízes na comunidade – os símbolos são apreendidos pela comunidade que os experimenta e dão sentido à sua fé. Um símbolo, mesmo que herdado de outros contextos e épocas, pode assumir traços de uma cultura local. E quanto mais identificado for o símbolo com a comunidade local, mais rico em significado ele será. Um símbolo deve fazer parte da vida de uma comunidade; caso contrário, perde sua função e seu valor e morre.
Fonte: A Linguagem dos Símbolos no Culto Cristão


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas.
2Coríntios 2.14
REDE DE RECURSOS
+
O verdadeiro arrependimento inicia com amor à justiça e a Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br