Salmo 1 - Sétimo Domingo de Páscoa (Domingo das Mães) - 13/05/2018

11/01/2018

13/05/2018 – Sétimo Domingo de Páscoa (Domingo das Mães)
Pregação:; Leituras: Jo 17. 1a, 6-19; At 1.15-17,21-26
Vera Lucia Engelhardt – Cuiabá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
“Nada me alegra mais do que ouvir que os meus filhos vivem de acordo com a verdade” (3 Jo 5). Bom dia a todos e todas vocês! Esta palavra bíblica nos acolhe nesta manhã no culto. São palavras de João dirigidas à comunidade. Neste domingo, dia das mães, é uma palavra especial, e que com certeza as mães querem dizer ela com respeito aos seus filhos e filhas! Bem-vindos filhos e filhas de Deus! Certamente temos alegria em nos encontrar aqui e juntos cantar, orar e meditar na Palavra de Deus que nos conduz a vida, que tem boas notícias de salvação e paz!

Damos as boas-vindas a todos e todas que nos visitam. Sua presença entre nós também é motivo de alegria.

CANTO DE ENTRADA
123 - HPD – O nosso encontro vai ser abençoado
398 – HPD – Alegrai-vos sempre no Senhor

SAUDAÇÃO
Nos reunimos e realizamos o culto alegres e gratos em nome do Senhor Deus, nosso Criador que nos mantém vivos, em nome do Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, nossa alegria e em nome Espírito Santo que nos chamou nesta manhã, nos reúne aqui e nos faz permanecer firmes na fé. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
124 - HPD – Deus está presente

CONFISSÃO DE PECADOS
Humildemente vamos confessar a Deus nosso pecado.
Ó Deus, Senhor nosso. Reconhecemos e confessamos a ti nosso pecado. Em nossas decisões e escolhas que temos de fazer diariamente, muitas vezes não deixamos tua Palavra de amor e justiça nos guiar e orientar. Pensamos que podemos tudo, que somos suficientes a nós mesmos. Escolhemos caminhos errados e tortuosos, que causam mal e prejudicam outras pessoas e a nós mesmos; que ofendem a magoam as pessoas a nossa volta. Deixamos de meditar na tua Palavra, encontramos as desculpas de não ter tempo. Não somos perseverantes na busca pela paz, no cuidado com a vida das pessoas que sofrem. Ó Senhor, nos perdoa. Envia sobre nós o teu Santo Espírito para nos guiar e conduzir pelo teu caminho de salvação. Em nome de Jesus Cristo. Amém

ANÚNCIO DO PERDÃO
Jesus Cristo “se deu a si mesmo por nós, a fim de nos livrar de toda maldade e de nos purificar, fazendo de nós um povo que pertence somente a ele e que se dedica a fazer o bem” (Tt 2.14). Temos o perdão de Deus. É uma notícia maravilhosa! Anuncio o perdão de Deus em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Deus quer vida digna, vida de alegria, vida com paz e justiça para sua criação inteira. Mas nós sabemos que hoje não é assim nossa convivência humana. Há sofrimento em toda parte. Vamos clamar pela misericórdia de Deus, cantando: Pelas dores deste mundo, á Senhor.

GLÓRIA IN EXCELSIS
“Irmãos, sabemos que Deus os ama e os escolheu para serem dele” (1 Ts 1.4). Saber do amor de Deus é motivo de alegria para nós. Vamos dar glória ao Deus de amor cantando: Deus te ama e eu te amo (487 HPD)

ORAÇÃO DO DIA
Querido Deus, nós te damos graças por este momento maravilhoso de culto que tu nos dás. Senhor, nós te pedimos: nos ajude a ouvirmos com atenção a leitura da bíblia, a tua palavra que nos dá esperança e fortalece, tua palavra que nos anima e consola nas dificuldades, tua palavra que nos mostra nossos erros e nos corrige, a tua palavra que nos ensina a tomar as decisões acertadas para viver. E, Senhor, nos ajuda para vivermos em paz, em união, em amor e cuidado uns com os outros. Amém

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 1

2ª Leitura Bíblica: Atos 1. 15-17, 21-26

3ª Leitura Bíblica: João 17. 1a, 6-19

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
199 - HPD – Buscai-me e vivei

PREGAÇÃO
Estimada Comunidade!
Que o amor de Deus, a graça do nosso Senhor Jesus Cristo e a comunhão do Espírito Santo estejam entre nós. Amém.
Existem situações na vida diante das quais precisamos fazer escolhas e definir o que fazer. Muitas vezes são decisões que precisam ser tomadas imediatamente, exigem rapidez. Outras vezes temos algum tempo para pensar e avaliar para, então, tomar uma atitude. Quais critérios usamos para nos decidir por algo em nosso viver diário? O que levamos em conta para tomar decisões? Qual a decisão que preserva a vida? Quais as consequências que terei ao me afastar do ensino que aprendi da Sagrada Escritura?
Ensinar o caminho da vida, eis o que o Salmo deste domingo quer nos transmitir. Afinal todos nós podemos fazer escolhas que nos levam a fins desastrosos ou bem-aventurados.
O primeiro Salmo quer nos ensinar, quer nos fazer perceber qual o melhor caminho, e ele realmente nos ensina que a melhor escolha é obedecer a Deus e confiar nele.
Há dois caminhos e os caminhantes destes dois diferentes caminhos são os que confiam e os que não confiam em Deus. E o Salmista conta o que acontece com quem anda por este ou aquele caminho. E usa duas comparações: a árvore plantada perto de onde tem água. Apesar de tempos de secura ela continua verde, continua viva. Esse exemplo quer ensinar que a pessoa que se guia e se orienta pela vontade de Deus é sustentada por Deus. Isso não vai livrar ela de apertos e situações de sofrimento, mas ela vai permanecer viva, vai seguir sabendo-se regada e cuidada pelo bom agricultor que é Deus. A outra comparação é da palha que o vento leva. Quando se peneira o arroz, os grãos pesados caem de volta na peneira e a palha voa longe com o vento. As pessoas que se separam de Deus são comparadas com essa palha que voa para longe. Trazem sofrimento a si mesmas.
O Salmista nos diz que Deus conhece o caminho dos justos, daqueles e daquelas que procuram se apoiar em Deus e que por isso também são amparados e apoiados por Deus, isto significa que Deus está perto, dirige e abençoa a vida.
Neste domingo, dedicado às mães o primeiro Salmo tem um belo ensinamento. Amar e ensinar o caminho que leva à vida é o que vivem diariamente as mães.
A mãe sempre dizia para levar junto guarda-chuva, lenço e casaco. Esquecer um desses itens dava problema sempre! Os seus ensinamentos são para proteger a vida de seus filhos.
O que sentem e vivem as mães não é semelhante a todas. Aquelas que não experimentaram em suas vidas o amor e o cuidado, tem bastante dificuldades em superar isso. Sabemos que somos também frutos do meio em que vivemos. Romper com o círculo amargo do desamor não é tarefa fácil, mas é possível sim, com ajuda de Deus e com ajuda da comunidade.
Há situações em que a vida dos filhos e das filhas não acontece como o que foi ensinado pela mãe. As influências do meio onde se vive acontecem na vida dos filhos que toma um rumo totalmente inesperado ou sequer imaginado pela mãe. Mesmo assim continua sendo filho e filha, a mãe tem a consciência do caminho de palha escolhido pelo filho, mas continua sendo filho e filha, nada muda essa relação e ela continuará a ensinar seu filho, sua filha a ser como árvore plantada à beira do riacho onde as folhas não secam.
A beleza da vida é quando os filhos e as filhas têm a sua vida nas mãos e a conduzem por bons caminhos e tomam as decisões acertadas e justas. Para acontecer assim o Salmo ensina que não podemos nos deixar influenciar por aqueles conselhos que vão nos afastar de Deus; que também não é boa ideia tomar uma decisão contrária a vontade de Deus e aos seus mandamentos; que não é de bom resultado se juntar na roda dos que zombam de Deus. Melhor escutar o que a mãe diz! Muito melhor ainda é buscar a Deus e a suas orientações, dia e noite se ocupar com o que é de Deus e nele confiar e a ele se entregar.
Mesmo que a gente escute e procure agir de acordo com o que a mãe ensinou, ainda assim nos metemos em confusões e enrascadas. Também sabemos bem que vivendo crendo e confiando em Deus isso não nos libera de sofrimentos e angustias, medos e desesperos e derrotas. Mas o que é muito especial para os que creem é que temos a promessa de Deus (e Deus sempre cumpre as suas promessas) de não ficarmos a ver navios nas tribulações, não ficamos desamparados, ao contrário, temos o apoio de Deus. Ele é aquela água que está sempre lá no riacho, não seca nunca. É o guarda-chuva, o lenço e o casaco que mãe manda levar junto sempre.
A pergunta agora é: onde buscamos a orientação de Deus para viver? Lendo a Bíblia, ouvindo a Bíblia, meditando diariamente no ensinamento do Senhor. A palavra de Deus, que está escrita na Bíblia “é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver” (2º Timóteo 3.16). E muito mais que isso, ela nos anuncia notícia de grande alegria: que Deus está sempre junto de nós, que ele nos quer salvar, que nós somos de Deus. Isso ouvimos hoje do evangelho.
Uma árvore plantada à beira do riacho dá o fruto no tempo certo e o seu fruto é o amor. Sabemos que somos amados por Deus, ele é a agua que nos rega. O fruto é a partilha do amor Deus entre nós, especialmente junto àqueles e àquelas que são mais necessitados e desamparados, que estão carentes deste amor: as pessoas doentes, as pessoas entristecidas, as pessoas que estão sem rumo na vida; as pessoas que não encontram mais sentido em viver, enfim, pessoas que estão com fome deste fruto que as árvores plantadas à beira do riacho produzem.
Estimada comunidade: em tempos de tomar decisões e durantes todos os outros tempos da vida temos o ensinamento do Salmo 1: bom mesmo é andar no caminho da vida e confiar-se nas mãos de Deus.
Que o Espírito Santo nos encoraje e nos dê a força de fazer sempre as melhores decisões. Amém.

HINO
382 - HPD – Feliz aquele que tem seu prazer

CONFISSÃO DE FÉ
Nossa felicidade e alegria é sabermos que somos de Deus. Somos alegres e nos deixamos regar pela água que traz vida, que faz a vida florescer. Vamos confessar com coragem que confiamos em Deus e ele nos ama. Confessemos a fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
450 - HPD – Ouvi o Salvador dizer

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Senhor Deus, te agradecemos pelo encontro com irmãos e irmãs aqui na comunidade. Te agradecemos pela tua Palavra que ouvimos hoje. Te agradecemos que podemos tomar decisões que nos conduzem a vida, que nos fazem produzir bons frutos de amor e justiça. Dá-nos coragem Senhor, para espalhar estes frutos em nossa família, na escola, no trabalho, na comunidade e na cidade. Pedimos a ti Senhor pelas pessoas enfermas, enlutadas e que estão em sofrimento. Pedimos pela nossa comunidade, pela tua Igreja. Cuida bem Senhor, de toda tua criação, de teus filhos e tuas filhas. Amém.
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém.

ENVIO
Deus nos envia, ele nos planta neste mundo para testemunhar o seu amor. A palavra ouvida não pode ficar guardada, ela deve ser vivida e testemunhada! Vamos! Vamos na paz e no amor de Deus. Amém.

CANTO FINAL
118 - HPD – Deus vos guarde


Autor(a): Pastora Vera Lucia Engelhardt
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 45603
REDE DE RECURSOS
+
A palavra 'orai' nada mais significa do que 'pedi, clamai, buscai, batei, fazei barulho!' É preciso que assim façamos a cada momento, sem cessar.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br